Usamos cookies para melhorar a sua experiência com nossos serviços. Ao continuar, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Quando a cooperação mais se faz necessária

17 de Maio de 2021 às 14:27

Em tempos de crise o Cooperativismo mostra a sua importância social, fazendo valer o 7º Princípio – Interesse pela comunidade. Expressiva tem sido a contribuição do setor no enfrentamento à pandemia Covid 19, por tratar-se de um modelo de negócios (uma filosofia) que busca transformar o mundo em um lugar mais justo, equilibrado e com melhores oportunidades para todos. E as parcerias são fundamentais no somatório de esforços para a assistência às populações mais vulneráveis.

Nessa perspectiva, a COOPAEFARC (Cooperativa dos Agricultores e Empreendedores Familiares Rurais do Cariri) assinou Termo de Compromisso e Doação com a Fundação Banco do Brasil, neste mês de abril, por meio do qual recebeu R$ 298.402,40 em recursos financeiros a serem utilizados no combate ao novo coronavírus em todo o estado. “A parceria volta a acontecer em 2021 por conta da bem-sucedida experiência do ano passado. Estamos dando continuidade ao nosso trabalho de amparar nossos irmãos em dificuldade”, explica o presidente Francisco Ferreira Brito (Diassis).

A Fundação escolheu a COOPAEFARC como “cooperativa-mãe” para a realização do projeto. Ela é responsável por receber e distribuir os recursos doados, que foram destinados a 27 outras entidades de 12 municípios do estado do Ceará. A expectativa da Fundação é que sejam atendidos 150 agricultores familiares fornecedores, beneficiando 1.880 famílias cearenses com cestas básicas, kits de higiene e limpeza, EPIs e logística (combustíveis, frete e embalagens).

Parceria

Apoiar o processo de comercialização dos agricultores familiares e Empreendimentos Econômicos Solidários – EES, minimizando a crise financeira, contribuindo com a geração de renda e o provimento básico de alimentos e material de higiene às pessoas vulneráveis ao impacto da Covid-19.

Os recursos poderão ser utilizados na compra de alimentos perecíveis e não-perecíveis da agricultura familiar com benefícios diretos, preferencialmente, às redes vinculadas a agricultores familiares, pronafianos, produtores e empreendedores locais e regionais; produtos de higiene pessoal e de limpeza para uso familiar; itens médico-hospitalares e equipamentos de proteção individual; custos referentes a embalagens e a logística da aquisição dos produtos e entrega das cestas básicas.

Alimentando esperanças

As cestas básicas distribuídas pelo acordo firmado entre a Fundação Banco do Brasil e COOPAEFARC contêm os seguintes itens: arroz (4kg), feijão (2kg), frutas (mamão, manga, banana, acerola, maracujá – 3k), tubérculos (macaxeira, batata doce, beterraba, cenoura – 3kg), legumes (abóbora, abobrinha, berinjela, pepino, chuchu – 3kg), polpa de frutas variadas (1/2kg), açúcar (2kg) e ovo (uma bandeja com 30 unidades). E o valor de cada cesta é R$ 150,00.

Fonte: MundoCoop

Associar cooperativa

Informe seus dados abaixo, entraremos em contato o mais breve possível.

Erro ao enviar os dados. Tente novamente!
Dados enviados com sucesso!

Área do associado

Ao acessar a área do associado você aceita nossa Política de Privacidade.

Usuário ou senha incorretos. Verifique!

Não tem ou esqueceu seus acessos? Solicite novos

Preencha os dados abaixo para recuperar seu acesso.

Erro ao enviar a solicitação. Tente novamente!
Solicitação enviada com sucesso!